segunda-feira, 7 de novembro de 2011

A água no corpo humano


        A água é a molécula mais importante do corpo humano, predomina em abundância no nosso organismo. Uma pessoa adulta possui no seu corpo um percentual de 60% a 75% de água. A quantidade de água no organismo humano varia em função da idade, do sexo e da quantidade de tecido adiposo que a pessoa possui.
     



        À medida que o ser humano envelhece, a porcentagem de peso corporal total representada pela água diminui gradualmente. Já em crianças recém-nascidas, a água constitui aproximadamente 72% do peso corporal. Enfatiza-se que as mulheres, em geral, têm menos água total no organismo devido à maior quantidade de tecido adiposo subcutâneo.
       
       A água exerce, no organismo, diversas funções essenciais. Age como principal solvente do organismo e de toda matéria viva, permitindo e possibilitando a ocorrência das reações químicas. A despeito de ser essencial à vida tem importante participação nos processos fisiológicos e de transporte de substâncias, desde a digestão até a absorção e excreção.
Por meio da água, os nutrientes, as moléculas e as demais substâncias orgânicas são transportadas pelo corpo. A água auxilia na regulação do equilíbrio térmico, ou seja, na manutenção da temperatura corporal. Graças a ela, o nosso intestino e o nosso sistema circulatório funcionam. Além disso a água estimula e faz funcionar os rins, eliminando as toxinas pelas vias urinárias. A pele adquire um aspecto saudável quando ingerimos água regularmente. Tem ainda a função de lubrificar a mastigação, deglutição, excreção e auxiliar as articulações.

       Quando deixamos de ingerir água, o organismo entra em processo de desidratação. A desidratação ocorre quando a eliminação de água do corpo é maior que a sua ingestão. Normalmente, a insuficiência de água faz com que a concentração de sódio no sangue aumente.
        A água pura, na realidade, é a melhor forma de manter o organismo hidratado. No entanto, água de coco, leite, frutas e sucos possuem água e ela ainda pode ser ingerida como parte dos alimentos, já que após a oxidação dos mesmos ocorre a liberação de líquidos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário